Alrededor de los cementerios

Belos são os sepulcros,
o claro latim e as enlaçadas datas fatais,
a conjunção do mármore e da flor
e as pequenas praças com frescura de pátio
e os muitos ontens da história
hoje detida e única
.
(BORGES, A Recoleta)

Peço desculpas, estimado leitor. Pois, na antiga postagem, acerca da Gastronomia Pebana e Canaense¹, fui irônico com o restaurante Beer.com que serve comida à beira do cemitério de Canaã dos Carajás. Descobri, ao viajar para Buenos Aires que isto é uma tendência internacional, muito bem capitada por aquele restaurante. Digo isto, pois no pomposo bairro da Recoleta está o Cementerio de la Recoleta, ponto turístico e inquestionável local de encontro de visitantes e defuntos famosos. Impressionei-me, pois ao redor do cemitério estão elegantes e descontraídos bares com vista fúnebre e, lá está também, a Plaza Francia que domingo enche-se de crianças que vão assistir atrações de teatro de fantoches.

Claro que entre o cemitério de Canaã e o da Recoleta existem algumas pequenas diferenças: na Recoleta está o que resta de Evita Perón, líder política argentina, e em Canaã estão os restos de José Pereira da Silva, descascador de castanhas. Na Recoleta, as tumbas são imensas e vistosas, em Canaã são pequenas e viscosas. Na Recoleta, há um clima turístico, em Canaã, de abandono. Porém, são as semelhanças que os irmana: neles está o que há de alguém que já não há mais, uns visitados, outros abandonados, mas pra eles já não faz a menor diferença.

Nota:

1 – Ver o texto Gastronomia Pebana Canaense – https://cronicasdumasviagens.wordpress.com/2009/10/15/gastronomia-pebana-e-canaense/

Antunes

Rio de Janeiro, 11 de janeiro de 2009

Conjunção do mármore e da flor (Borges, A Recoleta)

Eu, no meu melhor estilo apocalíptico

Showzinho de fantoches na Plaza Francia, ao lado do cemitério

Plaza Francia

Placa na parede do Cemitério da Recoleta

2 Respostas para “Alrededor de los cementerios

  1. Uma boa idéia pra Brasília.
    Imagina!!! Um cemitério bem grandão, cheio de corrupto famoso enterrado e o povão fazendo festa com os fantoches dos defuntos que estariam expostos na praça dos Três Poderes (fora os paralelos), com direito a torta na cara, tomate no quengo, ovo na testa…

  2. Sério que tinha um descascador de pamonhas no outro cemitério? Ou você só due um exemplo? Fiquei curiosíssima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s