Os restos de San Martín

Ao lado da Praça de Maio está a Catedral. E não imaginava o que guardava com certa sobriedade.

A Argentina em crise: pelas ruas, mais brasileiros que argentinos;  mendigos com nível universitário. Uma argentina que depende do turismo: implora pra ser olhada; converte seus rincões em salas de visitas. Uma moeda decadente: um peso não compra nada; o Real como sonho da população. São todos turistas que bebem Pepsi, hablam portunhol e vestem adidas. E no interior da Cateral: os restos de San Martín.

Antunes

Rio de Janeiro, 14 de janeiro de 2009

Los restos de San Martín en la Catedral

3 Respostas para “Os restos de San Martín

  1. Não podia entrar lá?

  2. Não, Roberto. É como em Petrópolis, uma grade separa o corpo do público. Só é possível entrar na Catedral.

  3. Pode-se entrar sim, vc teve má sorte, so isso.
    Veja a foto a seguir: http://www.flickriver.com/photos/obfotito/3894815092/
    Na Argentina não acostumamos isolar nossos Heróis do resto dos seus compatriotas. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s