Sagrei meu Eu na Bolívia

“Prefiro as linhas tortas, como Deus.
Em menino eu sonhava de ter uma perna mais
curta (Só pra poder andar torto).
Eu via o velho farmacêutico de tarde, a subir a
ladeira do beco, torto e deserto… toc ploc toc ploc.
Ele era um destaque.

Se eu tivesse uma perna mais curta,
todo mundo haveria de olhar para mim: lá vai o
menino torto subindo a ladeira do beco toc ploc toc ploc.
Eu seria um destaque.  A própria sagração do Eu.”
(Manoel de Barros)

Você gosta é de se fantasiar.” A frase poderia ser da minha mãe, mas é da minha esposa. Ela diz isso, pois,  nos lugares a que viajo, vivo segundo o meio.  Se vou ao Pará, me visto com roupa paraense, como as comidas típicas, vou aos lugares que todo paraense conhece. Isso se repete a cada viagem, independente do lugar. As viagens internacionais são um problema, pois é muito mais difícil se passar por outra nacionalidade. Na Argentina, com uniforme dos hermanos e chapeuzinho, até consegui ficar a caráter, mas na Bolívia… era impossível. Sendo assim, meu ato de interpretar, de ser outros que Deus me impediu de ser, estava ameaçado. Busquei a solução inversa: eu não seria um Boliviano, seria seu oposto. Deixei a barba crescer e cheguei à Bolívia com a mesma cara que Pizarro chegou diante dos Incas.

Descobri que eu era um destaque. Todo mundo estava a olhar pra mim nas ladeiras dos becos tortos e quase desertos. Nenhum Boliviano, anotem isto, nenhum dos descendentes do Inca usam barba. Eu era o único barbudo naquele país, como um Lula no hospital do câncer; como um Guevara em meio aos vallegrandenses. Eles me olhavam sabendo que eu era outro, estranho, invasor. Aqueles pêlos à cara eram como uma doença que chamava a atenção, um diferencial insólito, uma inadequação, um aleijamento facial, era a própria sagração do Eu.

Antunes
Rio de janeiro, 17 de maio de 2010

O único barbudo em Santa Cruz

Uma resposta para “Sagrei meu Eu na Bolívia

  1. Era o único barbudo, mas não era o único cara-de-pau!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s