A Nova Zelândia de todos os dias

Ao passar os canais da TV, ouvi aqueles vários sotaques espanhóis de programas argentinos, espanhóis e bolivianos. De repente, dentre eles, saltaram-me palavras em português. Palavras que poderiam ser latidos: era a Rede Globo Internacional apresentando TV Colosso. Há de se ressaltar que a Globo Internacional possui uma programação muito melhor que a Globo Nacional, é algo como se fosse uma junção dos melhores programas. O fato é que a TV Colosso voltou à minha vida e passou, enquanto estive em Santa Cruz de la Sierra, a fazer parte da minha programação diária: acordava, ligava a TV, me arrumava pra tomar café, voltava e via o final da TV Colosso, saía do hotel. Claro que tudo isto tem seus prós e contras, como contra tive que, novamente, aturar a mala daquela chip dog chamada Priscila e como pró pude acompanhar as machadadas diárias do sensacional Jaca Paladium que fez com que Santa Cruz de la Sierra virasse a minha Nova Zelândia de todos os dias.

Antunes
Teresópolis, 31 de maio de 2010

O pior é que ela gosta até da Priscila

Jaca Paladium, mais que um ídolo, um EXEMPLO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s