PREDADORA

GARRAS IMENSAS SUJAS DE TERRA QUE FURAM A CARNE. BICO CURVADO ENCRAVADO NA CARNE. OS OLHOS GIGANTES, CERRADOS, VÊEM PRA TODOS OS LADOS, PREGADOS NA CARNE. A LUA SAI DE DIA? A LUA SAI DE DIA? A LUA SAI DE DIA? A CORUJA SAI! GIGANTE. PERVERSA. SANGUINÁRIA…. do ponto de vista do camaleão, é claro, pois a coruja sempre foi a corujinha, que peninha, encolhidinha, como dizia o poeta meu xará.  MAS AGORA ELA QUER MUDANÇA. FOI A ITABIRA CAÇAR A CARNE DO CAMALEÃO, FOI VIVER FRENTE À ESTÁTUA DOUTRO POETA, FOI SUJAR AS UNHAS DE TERRA E SANGUE. ESTÁ FAZENDO BARBARIDADES, SE EXIBINDO PRO DRUMMOND, TUDO PRA QUE ELE ESCREVA UM POEMA PRA REABILITÁ-LA.

Antunes
Rio de Janeiro, 6 de janeiro de 2011


A coruja que filmei no Parque do Intelecto em Itabira – MG.







3 Respostas para “PREDADORA

  1. Sim, a coruja sai de dia, quando pertece à turma das corujas baladeiras. Lá pelas altas do meio-dia, ela para pra fazer uma boquinha em qualquer lugar onde tenha um camaleão dando sopa. Belo flagrante!

  2. E ela pensando que você roubaria o camaleão dela.

  3. Adorei! E to amando esse novo (novo?) jeito de escrever… você anda valorizando a estética do texto, dá uma sensação mt legal ler esse, por exemplo.
    Brigada Vini!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s