Arquivo da tag: Parque Ambiental

Acha-lenda: o jogo que inventei em Paragominas

Introdução:

Acha-lenda é o mais divertido jogo já inventado por Vinícius Antunes. Saia pela floresta, aventure-se no mato, busque o fantástico. Você e seus amigos irão se divertir, além de desfrutar do saudável contato com a natureza e com as histórias de nosso povo. Acha-lenda, neste jogo, o mais rápido e destemido aventureiro é quem ganha!

Número de participantes:

De 1 a 5 jogadores

Idade recomendada:

De 10 a 60 anos

Equipamentos necessários:

Máquinas fotográficas digitais, vestimentas adequadas e cronômetro(s).

Obs.: este manual não vem com os utensílios necessários. A aquisição destes é de responsabilidade dos jogadores.

Objetivo

Fotografar o maior número de personagens do folclore brasileiro.

Instruções:

Decide-se a quantidade de jogadores (o jogo também funciona com um único participante)

– Os participantes devem se dirigir ao Parque Ambiental de Paragominas.

– A largada é dada do portão de entrada do Parque, ativam-se os cronômetros.

– Os participantes correm em busca de fotografar personagens do folclore.

– Ganha quem tiver feito o maior número de pontos em 10 minutos (em caso de um único jogador ele deve fotografar 5 personagens em menos 10 minutos).

Pontuação

– Cada foto de lenda vale 10 pontos.

– Fotos erradas de qualquer coisa que não seja lenda, perde 5 pontos por foto.

– Picada de mosquito, perde 2 pontos por picada.

O vencedor

É aquele que, feitas as contas, acumula o maior número de pontos.

Agora que você já conhece o jogo, é só cair nesta eletrizante brincadeira!

Antunes
18 de fevereiro de 2010

ABAIXO FOTOS DE UMA PARTIDA DE ACHA-LENDA

 

 

Ponto de partida do Acha-lenda!

Matinta Pereira (lenda) = 10 pontos

Anaconda (não é lenda) = perde 5 pontos.

Sereia (lenda) = 10 pontos.

Urna Maracá (não é lenda) = perde 5 pontos.

Mapinguari (lenda) = 10 pontos.

Pescador (não é lenda, é contador de lenda) = perde 5 pontos.

Saci Pererê (lenda) = 10 pontos.

Curupira (lenda) = 10 pontos. Foto minha publicada no livro Meio Ambiente e Florestas.

 

Atestado de estada em Paragominas

Comparada a outras cidades do interior do Pará, Paragominas é tranqüila, com casinhas de madeira que rodeiam a parte mais urbanizada da cidade. Com o minério por lá, a cidade cresce mais que o previsto: sobe o custo de vida, explode a especulação imobiliária, encarece a comida e os serviços. Quanto ao lazer, são poucas as opções: sobressaem as caminhadas, as praças e o Parque Ambiental.

Se precisar ir ou quiser conhecer Paragominas, recomendo o Residence Palace Hotel à Rua 15 de novembro.  É simples, com um quartinho que nem de detenção, mas possui um atendimento excelente e está muito bem localizado no Centro da Cidade.

Quando estiver por lá, tome suco de cupuaçu com pizza, caminhe pela praça Célio Miranda, visite o Parque Ambiental e faça um amigo funcionário da Vale. Estes são os atestados de quem esteve realmente em Paragominas.

Antunes
Rio de Janeiro, 16 de fevereiro de 2010

Praça Célio Miranda

Vista da varanda do hotel

A Igreja de Paragominas

Residence Palace Hotel à noite