Arquivo da tag: Porto de Vitória

“O mundo passa por aqui”

O título, foi o que me disse um taxista ao se referir aos portos de Vitória. Se a cidade vai mal de aeroportos, vai bem de portos, são dois: Porto de Vitória e Tubarão. O primeiro, pode-se ver do Centro da cidade, caminhar ao lado dele, observar-se o que chega do mundo, o lixo que se deixa, as vidas que se vão e as que chegam… O segundo, maior, imenso, vê-se da praia do Camburi, a jogar fumaça no ar, a poluir o mar, a trazer chineses, ianques e todos do mundo, a trazer, inclusive, o mundo…  Dois portos pra se conhecer em Vitória, a se impressionar de assustar com o tamanho de suas embarcações, com a riqueza dos minérios e com a pobreza das gentes. É o progresso que chega e nossa vida que se vai.

Antunes
Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2009

Imenso navio no Porto de Vitória

O Porto de Vitória

O imenso Porto do Tubarão, visto da Praia do Camburi

Centro, uma Via Sacra

Vitória é uma porção de terra bastante irregular deitada sobre o mar. Sabe a Divina Comédia, aquela coisa de descer aos infernos e subir aos céus? É assim, em segundos. Embaixo estão os bares, teatros, cabarés, sexi shop, comércios em geral. Em cima estão as igrejas. São elas que olham tudo de cima. Nós olhamos de baixo, nos vendemos no porto, caímos da escada, enlouquecemos no tráfego. É possível organizar um passeio pelo Centro só baseado nas igrejas, enquanto caminha-se de uma pra outra vai se esbarrando com outros pontos históricos. O site da prefeitura de Vitória dá dica de seis, eu fui a quatro:

1 – Catedral Metropolitana de Vitória (Eu fui!)
Endereço: Praça Dom Luiz Scortegagna, Cidade Alta – Centro.

2 – Convento de São Francisco (Eu fui!)
Endereço: Rua Abílio dos Santos, 47, Cidade Alta – Centro.

3 – Igreja do Rosário
Endereço: Rua do Rosário, Cidade Alta – Centro.

4 – Igreja de São Gonçalo (Eu fui!)
Endereço: Rua São Gonçalo, Cidade Alta – Centro.

5 – Igreja e Convento do Carmo
Endereço: entre as Ruas Coronel Monjardim e Coutinho Mascarenhas, Cidade Alta – Centro.

6 – Capela de Santa Luzia (Eu fui!)
Endereço: Rua José Marcelino, s/nº – Cidade Alta.

As igrejas têm lá sua beleza e muita história. A de Santa Luzia é do século XVI, bem pequenina e parece uma ruína. A Catedral, como imaginável, é a maior, muito bonita por fora, feia por dentro e, como todas as outras, pessimamente conservada. O convento de São Francisco, praticamente abandonado, chama a atenção pelos seus sinos. A Igreja de São Gonçalo possui uma arquitetura simples e é jeitosinha.

A vantagem é que o centro de Vitória é bem miudinho e só cansa pelos sobe e desce de ladeiras e bonitas escadarias antigas. Sendo assim, dá pra conhecer lugares como:

– O Mercado Capixaba: feio pacas, mas tem lembrancinhas legais pra comprar.

– Teatro Carlos Gomes: uma bonita construção antiga.

– Parque Moscoso: um oásis no meio do cimento.

– Palácio Anchieta: sede do poder executivo.

Além disso, pegar ônibus em Vitória é bem tranqüilo e barato, dá pra caminhar até o ponto beirando o Porto de Vitória e vendo a bonita paisagem na hora de voltar pro hotel.

Antunes
Vitória, 16 de dezembro de 2009

Catedral Metropolitana de Vitória

Igreja de São Gonçalo, em Vitória e não em São Gonçalo. Eu disse DE e não EM.

Capela de Santa Luzia, pequeníssima e simples

Capela de Santa Luzia, pequeníssima e simples

Convento de São Francisco, se destaca pelos sinos

O Teatro Carlos Gomes

O mercado capixaba, feioso, mas útil pra lembrancinhas.

A bonita escadaria Maria Ortiz

O imponente Palácio Anchieta

Parque Moscoso, verde cercado de cinza

O antigo viaduto do Caramuru

Porto de Vitória, visto do Centro