Arquivo da tag: Puteiro

Que há de bom por aqui?

Sou movido a curiosições, investiguidades. Quando piso numa outra cidade, gosto de conhecer o que se mostra e o que se esconde por ali. Aproveito os momentos em que não estou trabalhando pra ir a pé por aí, desrumado, desencaminhado, a encontrar algum destino que se faça justo e, muitas vezes, descubro que o destino é o próprio caminho.

Dia nove, estive em Ribeirão Preto. Logo que peguei o taxi, perguntei ao motorista em tom de boa-noite: o que tem de bom aqui em Ribeirão? O sujeito repetiu a minha pergunta, pensou e saiu-me com esta: óia, tem umas termas muito boas aqui, uns barzim… ri e pensei cá com meus botões: não me fiz entender. Ao chegar ao hotel, fui conduzido em um carrinho elétrico até meu chalé. Nada satisfeito, perguntei ao motorista: e o que tem de bom por aqui? Uma coisa que o sinhô muito há de gostá, tem umas francesa e umas americana, aqui no hotel, boa mesmo. O fato foi que não descobri nada pra se conhecer em Ribeirão Preto. Passado o dia de trabalho, passarinhei-me a São José do Rio Preto. Tolo e insistente, assim que entrei no taxi, novamente, perguntei: o que tem de bom pra se conhecer aqui? Meu amigo – disse ele – tem coisa boa demais aqui em São José! Tem cada puterim que cê nem imagina. Isso foi o suficiente para o taxista me mostrar todos os pontos que não estão registrados nem no Google maps. Com maestria indicou-me e fez recomendações de todas e mais algumas zonas da região. Em frente ao hotel, indicou-me a zona ao lado: esta aqui é pé-rapada, mas, se precisar, dá pra quebrar um galho – estendeu-me seu cartão de taxista: qualquer coisa é só chamar. Então lhe respondi: amigo, se eu quisesse ir nesta zona, eu não chamaria um taxi, iria a pé e descalço.

Antunes – São José do Rio Preto, 11 de setembro de 2009 – 20:33